tutorial

Aprenda scrum com o Jira Software

Instruções passo a passo sobre como fazer um projeto do scrum

Claire Maynard Claire Maynard
Buscar tópicos

Tutorial do Scrum

Neste tutorial, você vai aprender passo a passo como fazer um projeto scrum, priorizar e organizar seu backlog em sprints, executar as cerimônias scrum e muito mais, tudo isso no Jira Software.

Tempo:

10 minutos de leitura. Concluir em 2 semanas

 

Público:

Iniciantes no scrum, desenvolvimento de software ágil e/ou Jira Software

 

Pré-requisito:

Ter criado uma conta Jira Software

Experimente grátis

O que é o scrum?

Scrum é uma das estruturas mais populares para implementar a metodologia ágil. Com o scrum, o produto é desenvolvido em uma série de iterações de comprimento fixo chamadas sprints, que dão às equipes uma estrutura para entregar resultados com regularidade.

 

Etapa 1: criar um projeto scrum

Depois de criar e entrar em uma conta no Jira Software, você pode criar um projeto. Na tela para selecionar um modelo de projeto, selecione Scrum. Se preferir, você pode aprender a criar um projeto Kanban aqui.

Por outro lado, se você está procurando uma experiência mais simples e fácil, que tal experimentar a próxima geração do nosso modelo Scrum? Consulte Getting started with next-gen projects na Atlassian Community para saber mais.

Depois de criar seu projeto, você chega ao backlog vazio. O backlog também é conhecido como backlog do produto e contém uma lista contínua dos possíveis itens de trabalho da sua equipe para o projeto.

Etapa 2: criar tarefas ou histórias de usuário na lista de pendências

No Jira Software, chamamos itens de trabalho de histórias de usuários, tarefas, e bugs de "itens". Crie algumas histórias de usuário com a opção de criação rápida no backlog. Se você não tiver histórias de usuários em mente, basta criar amostras de histórias para começar e ver como o processo funciona.

 

Criação de histórias dos usuários | Coach Agile Atlassian
O que são histórias de usuário?

AsHistórias de usuário são usadas para descrever itens de trabalho em uma linguagem não técnica e da perspectiva de um usuário. Como um {tipo de usuário}, eu quero {meta} para que possa {receber benefício}.

 

Vamos usar um site como um exemplo simples para criar uma história de usuário.

 

Como cliente, eu quero conseguir criar uma conta para que eu possa ver minhas compras anteriores.

 

As histórias de usuários geralmente são esboçadas e priorizadas pelo proprietário do produto, e então a equipe de desenvolvimento determina tarefas detalhadas necessárias para completar a história em um sprint próximo. A equipe de desenvolvimento também é responsável por estimar o esforço relativo necessário para completar o trabalho da história.  

Depois de criar algumas histórias de usuário, você pode começar a priorizá-las no backlog. No Jira Software, você classifica ou prioriza suas histórias arrastando e soltando cada uma delas na ordem em que devem ser trabalhadas.

Estas são apenas as histórias iniciais para o seu projeto. Você vai continuar criando histórias durante a vida útil do projeto, uma vez que a metodologia ágil envolve aprendizado e adaptação contínuos.

Etapa 3: criar um sprint

Crie e comece a planejar seu primeiro sprint no backlog.

O que é um sprint?

No Scrum, as equipes preveem concluir um conjunto de histórias de usuário ou outros itens de trabalho durante um tempo fixo, chamado de sprint. De modo geral, os sprints duram uma, duas ou quatro semanas. A equipe deve determinar a duração de um sprint — uma boa ideia é começar com duas semanas. O tempo é suficiente para fazer alguma coisa, mas não tão longo que impeça a equipe de receber feedback regular. Depois de determinar o ritmo dos sprints, a equipe trabalha sempre nesse ritmo. Os sprints com duração fixa reforçam as habilidades de estimativa e fazem a previsão da velocidade futura da equipe enquanto ela trabalha no backlog.

Criar um sprint | Coach Agile Atlassian

Etapa 4: reunião de planejamento do sprint

No início de um sprint, você deve realizar a reunião de planejamento de sprint com o resto da equipe. Essa reunião é um ritual que motiva toda a equipe para o sucesso durante o sprint. Nesta reunião, a equipe discute a meta do sprint e as histórias no backlog priorizado do produto. A equipe de desenvolvimento cria tarefas detalhadas e estimativas para as histórias de alta prioridade e, então, se compromete a concluir um certo número de histórias no sprint. Essas histórias e o plano para sua conclusão compõem o backlog do sprint.

Adicione estimativas de pontos da história às suas histórias adicionando um número no campo Estimativa de pontos da história. Você também pode inserir mais detalhes nas histórias ou clicar no ícone Criar subtarefa para detalhar ainda mais o trabalho da história.

Criar um sprint | Coach Agile Atlassian

Quando estiver pronto, arraste as histórias combinadas na reunião de planejamento do sprint até o sprint que você acabou de criar. Este é o seu backlog do sprint.

O que é a reunião de planejamento de sprint?

Participantes: Necessário: equipe de desenvolvimento, mestre scrum, proprietário do produto

 

Quando: No início de um sprint

 

Duração: Normalmente, duas horas por semana de iteração — por exemplo, um sprint de duas semanas começa com uma reunião de planejamento de quatro horas. A reunião termina quando o seu objetivo tiver sido alcançado.

 

Objetivo: Planejar o trabalho do sprint. A equipe concorda com o objetivo do sprint e com o backlog do sprint.

O que é um objetivo de sprint?

Ao criar um sprint, o proprietário do produto geralmente identifica um objetivo de sprint. Isso define um tema para o trabalho a ser concluído no sprint. Um objetivo de sprint também oferece alguma flexibilidade no número de histórias que são concluídas em um sprint. Você sabe que um sprint deu certo quando seu objetivo é alcançado.

O que é estimativa ágil?

As equipes de software tradicionais dão estimativas em tempo: dias, semanas, meses.
Muitas equipes ágeis, no entanto, fizeram a transição para pontos de história, que avaliam o esforço relativo do trabalho, muitas vezes em um formato Fibonacci: 0, 0,5, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 20, 40, 100. 

Estimativas também ajudam a avaliar quanto trabalho deve ser adicionado ao sprint seguinte, com base no número de membros da equipe. Após alguns sprints, será mais fácil para sua equipe descobrir o quanto consegue fazer em cada sprint, o que ajudará a evitar comprometimento em excesso.

Etapa 5: iniciar o sprint no Jira

Nomeie o sprint. Algumas equipes nomeiam o sprint com base no objetivo. Se há um traço comum entre os itens no sprint, nomeie o sprint em torno desse tema. Caso contrário, é possível nomear o sprint como quiser.

Adicione a duração e as datas de início e fim do sprint – que devem estar alinhadas com a programação da sua equipe. Por exemplo, algumas equipes começam sprints na segunda-feira e terminam na manhã de sexta-feira da próxima semana. Outras equipes decidem começar e terminar seus sprints no meio da semana. Cabe a vocês! Se não tiverem certeza sobre quanto tempo seus sprints devem durar, é uma boa ideia começar com duas semanas.

Adicione o objetivo do sprint conforme combinado na reunião de planejamento do sprint.

Assim que iniciar seu sprint, você será direcionado para a aba de sprints ativos no projeto.

Sprints ativos | Coach Agile Atlassian

Essa aba é onde sua equipe vai trabalhar para pegar itens da coluna de tarefas para colocar na coluna "em andamento" e, depois, "concluído".

Se você estiver usando o modelo da próxima geração de Scrum, essa aba se chama Painel.

Etapa 6: fazer as reuniões rápidas diárias

Após começar seu sprint, reúna-se com sua equipe todos os dias, em geral pela manhã, para analisar em que todo mundo está trabalhando. O propósito é ver se alguém na sua equipe está enfrentando obstáculos para concluir as tarefas de sprint.

O que é a reunião rápida diária?

Participantes (principalmente): equipe de desenvolvimento

 

Quando: Uma vez por dia, em geral pela manhã

 

Duração: Não mais de 15 minutos. Não reserve uma sala de conferências e nem faça a reunião rápida sentado. Ficar em pé ajuda a manter a reunião curta!

 

Propósito: A reunião rápida diária é criada para informar a todos com rapidez o que está acontecendo na equipe e para planejar o trabalho do dia. Não é uma reunião de status completo. O tom deve ser leve e divertido, mas informativo. Faça com que cada membro da equipe responda às seguintes perguntas:

 

  • O que terminei ontem?
  • Em quê vou trabalhar hoje?
  • Estou com algum problema?

 

Há uma responsabilidade implícita ao relatar o trabalho concluído ontem na frente de seus colegas de trabalho. Ninguém quer ser o membro da equipe que está sempre fazendo a mesma coisa e não progride.

 

Dica de profissionais: algumas equipes usam cronômetros para que todos mantenham o ritmo. Outras equipes jogam uma bola entre todos para certificar-se de que todo mundo está prestando atenção. Muitas equipes distribuídas usam videoconferência ou bate-papo em grupo para diminuir a distância. Sua equipe é única — sua reunião rápida deve ser, também.

Você pode usar os sprints ativos do seu painel do Scrum durante a reunião rápida diária, para que cada membro possa exibir as tarefas nas quais está trabalhando.

Etapa 7: visualizar o Gráfico de burndown

É uma boa ideia verificar o gráfico de burndown durante um sprint. No Jira Software, o gráfico de burndown mostra a quantidade real e estimada do trabalho a ser feito em um sprint. Ele é atualizado automaticamente pelo Jira conforme você conclui itens de trabalho. Para visualizar esse gráfico, clique em Relatórios na barra lateral e selecione Gráfico de burndown na lista suspensa de relatórios.

O que é um gráfico Burndown e como lê-lo.

Um gráfico de burndown mostra a quantidade real e estimada do trabalho a ser feito em um sprint. O eixo x horizontal em um gráfico de burndown indica o tempo, enquanto o eixo y vertical indica os pontos de história.

 

Use o gráfico de burndown para controlar o trabalho total remanescente para um sprint e para projetar a probabilidade de atingir o objetivo do sprint. Ao monitorar o trabalho restante durante a iteração, uma equipe pode gerenciar o progresso e reagir de acordo.

Gráfico burndown ágil | Coach Agile Atlassian
Antipadrões que devem ser observados
  • A equipe termina cedo sprint após sprint porque não está se comprometendo com trabalho suficiente.
  • A equipe erra sua previsão de sprint após sprint porque está se comprometendo com trabalho demais.
  • A linha de burndown tem quedas íngremes em vez de uma burndown mais gradual porque o trabalho não foi dividido em partes granulares.
  • O proprietário do produto adiciona ou altera o escopo no meio do sprint.

Etapa 8: visualizar o relatório do sprint

Em qualquer momento, durante ou após o sprint, você pode visualizar o relatório do sprint para monitorar o sprint.

O que é o relatório do sprint?

O Relatório do Sprint inclui o Gráfico de Burndown e lista o trabalho concluído, o trabalho não concluído e qualquer trabalho adicionado após o início do sprint.

 

Etapa 9: reunião de revisão do sprint

A revisão de sprint, ou demonstração de sprint, é uma reunião de compartilhamento onde a equipe mostra o que fez nesse sprint. Cada sprint geralmente produz uma parte funcional do produto chamada de incremento.

Esta é uma reunião com muitos comentários sobre o projeto e inclui uma sessão de brainstorming para ajudar a decidir o que fazer a seguir.

Participantes (principalmente): equipe de desenvolvimento, mestre scrum, proprietário do produto.
Opcional: interessados

 

Quando: Normalmente no último dia do sprint

 

Duração: Normalmente duas horas para um sprint de duas semanas

 

Propósito: Inspecionar o incremento e atualizar colaborativamente o backlog do produto.

 

Perguntas a fazer:

 

  • A equipe correspondeu à previsão do sprint?
  • Houve trabalho adicionado ou removido durante o meio do sprint?
  • Algum trabalho deixou de ser feito durante o sprint?
  • Se sim, por quê?

Etapa 10: fazer uma reunião de retrospectiva do sprint

Depois de concluir o sprint, peça que sua equipe faça uma retrospectiva. Documente sua retrospectiva em algum lugar. Que tal o Confluence?

O que é uma reunião de retrospectiva de sprint?

Participantes: equipe de desenvolvimento, scrum master, proprietário do produto

 

Quando: no final da iteração.

 

Duração: Normalmente, 90 minutos para um sprint de duas semanas.

 

Propósito: A equipe se inspeciona, incluindo seus processos, ferramentas e interação com a equipe. Muitas vezes, itens de melhoria são adicionados ao backlog do sprint seguinte.

 

As retrospectivas não são apenas um momento para reclamações sem ação, mas uma excelente oportunidade para descobrir o que está funcionando para que a equipe possa continuar a concentrar-se nessas áreas. Além disso, descubra o que não está funcionando e use esse momento para encontrar soluções criativas e desenvolver um plano de ação. Melhoria contínua é o que sustenta e impulsiona desenvolvimento dentro de uma equipe ágil e as retrospectivas são uma parte fundamental disso.

 

Perguntas a fazer:

 

  • O que fizemos bem durante o sprint?
  • O que poderíamos ter feito melhor?
  • O que vamos fazer melhor na próxima vez?

 

Dica de profissionais: mesmo se tudo estiver correndo bem na equipe, não pare de fazer retrospectivas. Elas fornecem orientação contínua para que a equipe possa manter tudo correndo bem.

Etapa 11: concluir o sprint no Jira

No final do sprint, ele deve ser concluído.

Se o sprint tiver itens incompletos, você pode:

  • Mover os itens para o backlog.
  • Mover os itens para um sprint futuro.
  • Mover os itens para um novo sprint, que o Jira vai criar para você.

Etapa 12: repetição da etapa 2

Neste ponto, você aprendeu o básico sobre a criação de backlog com histórias de usuário, como organizar suas histórias de usuário em sprints, como começar seu sprint e a realização de rituais Scrum. Você pode decidir se isto está funcionando para sua equipe, ou se gostaria de seguir em frente em alguns tópicos mais avançados.

 Depois que você e sua equipe tiverem dominado as etapas acima, dê uma olhada no artigo avançado: Como fazer práticas scrum avançadas com o Jira Software.