Agilidade organizacional com Scrum@Scale

Como o Scrum@Scale escala Scrums em uma empresa

Chris Spanner Chris Spanner
Buscar tópicos

Como uma equipe de futebol que treina para um grande jogo, a metodologia Scrum ajuda as equipes a trabalhar juntas e com mais eficiência para alcançar um objetivo em comum. Porém, o que acontece quando uma empresa quer escalar o Scrum? Enquanto o Scrum garante uma estrutura para o desenvolvimento, entrega e suporte de produtos complexos com uma única equipe, o Scrum@Scale (S@S) foca no ecossistema completo das equipes para transformar a cultura organizacional geral.

O que é Scrum@Scale?

O Scrum@Scale foi desenvolvido por uma joint venture entre a Scrum Inc. e a Scrum Alliance, sob a supervisão do Dr. Jeff Sutherland, um dos cocriadores do Scrum e coautor do Manifesto Ágil.

O Scrum@Scale é baseado nos fundamentos do Scrum e da teoria de sistemas adaptativos complexos. No Scrum@Scale, todos fazem parte de uma equipe intercambiável de Scrum e, dependendo das metas, as redes de equipes scrum se juntam para formar um ecossistema. O Scrum@Scale foi desenvolvido para escalar em grandes empresas, com a opção de ter treinamento e certificação.

O Scrum@Scale é fundamentado na mesma cultura baseada em valores do Scrum:

Abertura, coragem, foco, respeito e comprometimento.

O objetivo da Sutherland com o Scrum@Scale é conseguir uma escalabilidade linear por meio de uma arquitetura sem escala. Isso se combina ao mínimo de burocracia viável (minimum viable bureaucracy, MVB) – uma abordagem ágil popularizada pela Mozilla e Spotify, na qual processos mínimos ajudam a manter a eficiência e a consistência em escala, sem atrapalhar a criatividade.

Com isso, o Scrum@Scale evita a introdução de complexidade extra quando mais equipes são criadas, uma vez que o agrupamento hierárquico comum de pessoas é evitado. Ele usa o conceito de escalonamento a partir de uma equipe, para uma equipe de equipes, para uma rede de equipes e assim por diante.

Dessa forma, a prioridade máxima do Scrum@Scale ajuda a resolver os principais problemas que muitas organizações enfrentam:

  • Definir prioridades com eficiência, tendo recursos limitados
  • Fornecer programas funcionais em um timebox com alta qualidade
  • Refatorar as possibilidades do software
  • Adaptar-se às mudanças do ponto de vista organizacional ou do produto

O que o Scrum@Scale tem?

Quais são os principais conceitos do Scrum@Scale?

O Scrum@Scale funciona com base em três conceitos principais:

  • Equipes pequenas
  • Escalabilidade em toda a organização
  • Aplicação do mínimo de burocracia viável

Equipes pequenas são um conceito fundamental do Scrum e são essenciais ao escalar para uma equipe de equipes. As equipes devem ter entre três e nove pessoas ou aplicar a "regra das duas pizzas" (com base no número de pessoas que duas pizzas alimentam).

Equipes funcionais de Scrum são a base do Scrum@Scale, à medida que as práticas ágeis são escaladas por toda a empresa.

O mínimo de burocracia viável, nesse contexto, é definido pelo tempo que leva para tomar e executar decisões. Para equipes menores, essa abordagem ajuda a reduzir os obstáculos em uma empresa.

Componentes do Scrum@Scale

Os componentes do Scrum@Scale ajudam as empresas a impulsionar e individualizar backlogs e abordagens de transformação.

A estrutura é ilustrada em dois ciclos: o ciclo do Scrum Master e o ciclo do proprietário do produto. Esses ciclos diferenciam com clareza o "como" no ciclo do Scrum Master, do "quê no ciclo do proprietário do produto e destacam onde eles se sobrepõem.

Diagrama da estrutura do Scrum@Scale

Uma estrutura escalável é alcançada pela utilização do conceito de Scrum de Scrums, no qual diversas equipes entregam um conjunto totalmente integrado de incrementos de produtos com potencial de lançamento ao final de cada sprint.

Os limites de timebox e sprint não são suavizados em escala. Eles são essenciais para alcançar a agilidade organizacional. Se as equipes já têm dificuldade de alcançar as metas confirmadas de sprint, pare e corrija esses problemas antes tentar escalar. Se você precisar verificar o desempenho das equipes, o Relatório de sprints do Jira pode ajudar a encontrar problemas, quando ocorrerem.

Funções do Scrum@Scale

Como o Scrum@Scale se baseia no scrum, as funções do scrum do proprietário do produto e do Scrum Master são usadas e têm as mesmas competências definidas no Guia de Scrum. Com o conceito de equipes de equipes, novas funções são introduzidas:

  • O gerente de produtos (CPO) trabalha com as equipes individuais e os proprietários dos produtos para alinhar os prioridades de backlog com todos os interessados envolvidas e definir a visão estratégica do scrum de scrums. O CPO é responsável por gerar um único backlog para todos dentro do scrum de scrums.
  • O Scrum of Scrums Master (SoSM) é responsável pelos esforços conjuntos para o lançamento e tem responsabilidades semelhantes às de um Scrum Master, mas em escala.

Eventos do Scrum@Scale

Um fator-chave de sucesso no scrum são os seguintes eventos de scrum simples, porém eficientes:

  • O sprint
  • PLANEJAMENTO DO SPRINT
  • Scrum diário
  • Revisão de sprint
  • Retrospectiva

Ao escalar o Scrum, as equipes continuam a usar o Scrum como de costume, com apenas um evento adicional: o Scrum diário escalado, ao qual um representante de cada equipe deve comparecer.

O conteúdo é muito semelhante ao Scrum diário, no qual 15 minutos devem ser gastos todo dia discutindo os impedimentos da equipe para alcançar a meta do sprint, os riscos para outras equipes, as dependências entre as equipes, as formas de melhorar e o conhecimento que pode ser compartilhado por outras equipes.

Mestre de Scrum da empresa ágil – Equipe executiva de ação (EAT)

Ao escalar o Scrum, os problemas organizacionais vão se multiplicar, então o Scrum@Scale vai precisar de uma equipe executiva de ação (Executive Action Team, EAT). Essa equipe é responsável pela estratégia de transformação e é proprietária da implementação dos valores, funções, apoio na tomada de decisões e remoção de impedimentos do Scrum. Um pré-requisito essencial para a EAT é a autoridade de execuções sênior para mudar a empresa.

Estas são as áreas comuns nas quais a EAT se concentra:

  • Garantir a priorização adequada, em vez de marcar tudo como importante
  • Garantir que as equipes tenham a capacidade e o ambiente para cumprir todos os sprints
  • Garantir que a organização melhore continuamente e os departamentos organizacionais sejam removidos

Proprietário do produto de uma empresa ágil – Equipe executiva de MetaScrum (EMT)

A Equipe executiva de MetaScrum (Executive MetaScrum Team, EMT) é proprietária da visão organizacional e define as prioridades estratégicas da empresa. Essa equipe é responsável por mudar a direção organizacional ou decidir quais produtos ou serviços precisam ser reestruturados ou retirados. Ela também alinha a empresa em torno de um roteiro e pode ser uma presença constante ou apenas quando necessário.

Essa equipe é formada pelo CPO e o proprietário da empresa com compromissos de financiamento, de pessoal e do cliente. A EMT e o CPO trabalham em colaboração próxima para abordar todas as mudanças necessárias na estratégia, no financiamento ou nas alocações de recursos.

Se a empresa cresceu além da estrutura da equipe de equipes, o Scrum@Scale é o próximo passo para escalar ainda mais. Usando a mesma abordagem para escalar Scrums usando o Scrum de Scrums, você pode escalar o Scrum de Scrums para Scrum de Scrum de Scrums (SoSoS).

Conclusão

O Scrum@Scale permite que uma empresa tenha um crescimento orgânico, no próprio ritmo, e que coordene com eficiência um número ilimitado de equipes de Scrum por meio do uso de uma arquitetura "sem escalas". Os conceitos por trás da estrutura são bem documentados e menos prescritivos do que os de outras estruturas. Assim, o Scrum@Scale pode ser adotado por toda a empresa quando as equipes tiverem dominado o uso do Scrum.

Ao implementar o Scrum@Scale, é crucial focar nas práticas recomendadas de Scrum antes de escalar e formar uma EAT com a autoridade para fazer mudanças e remover obstáculos. Para saber como está o desempenho da equipe de Scrum, diversas avaliações podem ser feitas on‑line. A gente recomenda começar com as sugestões de Jeff Sutherland sobre a velocidade da equipe, a felicidade da equipe e os pontos de receita.

Indo para a próxima etapa

Estruturas como o Scrum@Scale dão uma opção viável para ajudar empresas a escalar com agilidade dentro de suas organizações e atingir os resultados empresariais desejados. Mas as ferramentas que você escolhe para ampliar as práticas existentes e perceber o máximo de benefícios que elas trazem têm a mesma importância. Com o Jira Align da Atlassian, uma plataforma de planejamento empresarial ágil, você pode melhorar a visibilidade, o alinhamento estratégico e a adaptabilidade da empresa, a fim de acelerar a transformação digital.