Projeto ágil

Processo e diretrizes de design colaborativo

Buscar tópicos

O design é uma parte importante de qualquer projeto de software. Ainda assim, as equipes ágeis enfrentam dificuldades com "o que fazer com o design?" por causa desses quatro fatores:

  • Muitas equipes se concentram em designs de alta fidelidade durante o processo de planejamento, o que impõe uma cultura de cascata em toda a implementação
  • Com frequência, os designers passam de equipe em equipe e têm pouco tempo para cada uma
  • Nem sempre os designers têm uma maneira fácil de enviar feedback à equipe de engenharia
  • As camadas de lógica e apresentação nem sempre estão separadas com clareza na base de código, o que dificulta as alterações de estilo

Artigos de design

[CONTINUAÇÃO]

Design: ágil, assim como o desenvolvimento

Antes de ir mais adiante, quero apresentar outro conceito: design colaborativo. Iterar o design do produto não vai render ótimos resultados se você estiver fazendo isso sozinho. Conhecer as perspectivas dos clientes e desenvolvedores no início de um projeto vai ajudar a quase atingir o alvo logo na primeira tentativa de design e vai guiar as iterações durante o progresso do trabalho. Vamos ver como os designers da Atlassian trabalham de modo colaborativo nesse breve webinar. 

Como visto, o proprietário do produto e o designer vão passar um tempo fazendo brainstorm e iterando o plano do produto desde o início. O objetivo é validar o caso de negócios e certificar-se de que o tempo da equipe de engenharia está sendo bem gasto resolvendo problemas reais que clientes reais enfrentam.

Dica profissional:

Essa fase não é "sprint zero". É importante entender bem esses conceitos básicos, em vez de determinar um prazo para eles. Começar o programa com bases sólidas traz benefícios durante todo o projeto. Então reserve o tempo que for preciso. 

Após o planejamento e a criação de ideias iniciais, o gerente de produto e o designer vão começar a trabalhar com a equipe de desenvolvimento. Durante todo o programa, o design visual e de interação é iterativo — assim como a arquitetura de software: descubra o problema mais importante a resolver e adicione o design (e o código) suficiente para obter feedback sobre a solução.

À medida que a equipe se engajar no planejamento de sprint e na revisão de tarefas, envolva os designers. Os comentários deles durante as tomadas de decisões sobre a direção futura do produto vão facilitar a conclusão do trabalho.

Desenvolvedores e proprietários de produto também podem projetar!

Em muitas organizações, os designers abrangem várias equipes (ou mesmo produtos). Isso também acontece na Atlassian. Então a gente se empenha em fazer melhor uso do precioso tempo dos designers.

As Diretrizes de design da Atlassian são um conjunto de princípios, diretrizes e ativos para projetar e criar experiências incríveis. Nossas diretrizes de design abrangem elementos do design visual, bem como nossos valores no design de experiência do usuário. Isso permite que várias equipes ágeis desenvolvam experiências consistentes em nossas famílias de produtos. Como mencionado acima, a gente inclui desenvolvedores e proprietários de produto no processo de design. Como toda a equipe trabalha junto usando as Diretrizes de design da Atlassian, os desenvolvedores e os proprietários de produto se tornam designers melhores. Então, esse conjunto de habilidades se torna compartilhado na equipe, o que é um valor fundamental na cultura ágil.

Mesmo que ter uma mentalidade compartilhada fosse importante, a gente queria ir além na abordagem do design ágil. As Diretrizes de design da Atlassian estão disponíveis em três canais principais:

  • O site das Diretrizes de design da Atlassian, que contém o ethos e a metodologia
  • O flatpack da Interface de usuário da Atlassian (AUI), um conjunto de templates de HTML, JavaScript e CSS que implementam todos os nossos elementos de design em código
  • Templates de Keynote e PowerPoint com representações visuais de todos os componentes

Desenvolvedores podem fazer download do flatpack da AUI e criar simulações. Da mesma forma, proprietários do produto podem fazer experiências de produto em temas de slides que se parecem com o produto verdadeiro sem escreverem uma única linha de código. É uma maneira eficaz de receber feedback significativo e acionável sobre o design. Esses ativos também fortalecem a parceria de design em toda a equipe ágil. Um único designer assume a liderança no processo de planejamento, mas o restante da equipe contribui com as decisões ao longo de todas as iterações. Isso acaba com o gargalo de decisões sobre design e permite que toda a equipe se agilize. 

Design para uma grande experiência

Cada recurso passa por dois caminhos enquanto é desenvolvido: design visual e design de experiência do usuário. O design de experiência do usuário emprega o design thinking com foco na arquitetura de informação e nos fluxos de trabalho em todo o recurso novo. O design visual abrange o design de interação e como um recurso é estilizado. Às vezes, as equipes se concentram demais no design visual, pois é uma parte emocional do processo de desenvolvimento de produto. (Além do mais, é tudo reluzente, divertido etc. e tal.) Mas, embora importante, o design visual não pode ofuscar uma boa experiência de design do usuário. De fato, sem um bom design de experiência do usuário, nem mesmo o mais impressionante design visual faria os usuários amarem um produto.

Com empatia sintonizadíssima na experiência do usuário e um sexto sentido para encontrar anormalidades em tipografia e layouts bobinhos, os designers são uma fonte de feedback de valor incrível. Garanta que eles possam capturar screenshots, marcá-los e relatar defeitos ou sugerir melhorias com facilidade.

O design flexível é à prova de obsolência

De modo semelhante aos paradigmas de desenvolvimento, o design muda ao longo do tempo. Tecnologias modernas, como CSS, facilitam a separação da aparência de um aplicativo da lógica em um aplicativo. De modo semelhante, certifique-se de estruturar testes automatizados para que eles sejam resilientes quando o design visual evoluir. O design mudará, e é importante garantir que a base de código possa facilmente seguir novas tendências.

Sven Peters
Sven Peters

Sven is a software geek working for Atlassian. He loves programming and helping dev teams to kick ass!