Métricas do Scrum

Como e o que as equipes de Scrum podem medir para otimizar o desempenho da equipe

Erika Sa Erika Sa
Buscar tópicos

Resumo: As métricas do Scrum são pontos de dados específicos que as equipes do Scrum rastreiam e usam para melhorar a eficiência e a eficácia. As equipes de Scrum usam métricas para informar a tomada de decisões e se tornar mais eficientes no planejamento e na execução, bem como definir metas e planos de melhoria.

“Você não pode melhorar o que não pode ser medido”, observou o famoso pensador de gestão Peter Drucker. Embora essa afirmação não se aplique a todas as facetas da vida, ela se aplica às equipes que praticam o Scrum ágil. Ao usar determinadas métricas, as equipes de Scrum podem ajustar, girar e refinar a eficácia da equipe.

O que é o scrum?

O Scrum é a estrutura ágil e maneira de trabalhar que ajuda as equipes a lidar com itens complexos, desenvolvendo soluções com iteratividade concentradas em alguma meta. A maneira Scrum de trabalhar é caracterizada pelo sprint, que é a quantidade de tempo medida para que a equipe de Scrum conclua certa quantidade de trabalho.

Devido à sua adaptabilidade, estruturas ágeis como o Scrum se espalharam além de equipes orientadas para tecnologia para equipes de suporte, design, marketing e muitas outras. Dessa forma, as métricas do Scrum são cada vez mais importantes para medir o desempenho e a eficácia da equipe.

O que são métricas de Scrum?

As métricas de Scrum são pontos de dados específicos que as equipes de Scrum acompanham e usam para melhorar a eficiência e a eficácia. Quando definidas, compreendidas e implementadas, as métricas do Scrum podem se tornar insights que ajudam a orientar e melhorar a jornada ágil da equipe.

As equipes Scrum usam métricas para informar a tomada de decisões e se tornarem mais eficientes no planejamento e na execução. Eles também podem ser usados para estabelecer a linha de base no status quo e definir metas e planos de melhoria. Durante esse processo, não há nenhuma métrica padrão do setor para comparar todas as pessoas em relação ao dia de hoje. Essa situação ocorre porque comparar pontos de dados sem contexto é como comparar maçãs e ostras. Cada equipe é única — elas podem ser diferentes em tamanho, tecnologias usadas, tipo de trabalho que realizam etc.

Cabe a cada equipe concordar com o conjunto de métricas para acompanhar e definir como vão ser usadas. Não se trata de esforço individual e não é algo que a liderança ou a gerência possa definir e impor em nome das equipes.

Por que você precisa de métricas de Scrum?

As métricas de Scrum podem ajudar as equipes a estabelecer referências e orientar a direção do trabalho. Por esse motivo, as métricas de Scrum são úteis tanto para equipes novas quanto para equipes já estabelecidas.

O rastreamento de métricas do Scrum também ajuda a dar visibilidade a várias dimensões da eficácia da equipe, seja a velocidade, a capacidade, a previsibilidade na entrega ou a qualidade do produto. As principais métricas podem promover conscientização no desempenho da equipe e instigar ações para mudar e melhorar. Além disso, eles podem até ajudar a avaliar a felicidade e a satisfação da equipe ao longo do tempo.

Muitas vezes, é muito fácil para muitas equipes ágeis confiar no sexto sentido ou na intuição para ter noção do desempenho da equipe. Embora exista muitas razões práticas para justificar esse hábito, não deixa de ser grande uma oportunidade perdida.

As métricas de Scrum podem ser usadas como KPIs?

Sim e não. As métricas de Scrum podem ser usadas para configurar indicadores-chave de desempenho (KPIs), dependendo do tipo e escopo do trabalho. As métricas de Scrum sozinhas não podem medir o valor do cliente nem mostrar se a equipe entregou a coisa certa. Para a equipe ágil, os KPIs devem mostrar a qualidade com que a equipe apoia as prioridades da empresa.

Ao medir o desempenho da equipe de Scrum, outras métricas que não de Scrum devem ser consideradas, incluindo:

  • Retorno do investimento (ROI) para uma empresa — as empresas medem o ROI de várias maneiras, dependendo dos objetivos, incluindo crescimento na receita, receita ativa mensal (MAU) e muito mais.
  • Satisfação do cliente — métricas de pesquisa como o Net Promoter Score (NPS) e o índice de satisfação do cliente (CSAT) podem ajudar a acompanhar o sucesso do projeto. Métricas consistentes de satisfação do cliente para cada versão são importantes para mostrar o valor da equipe de Scrum para os clientes.
  • Satisfação da equipe: só de perguntar às pessoas da equipe sobre o nível de motivação com o projeto e o envolvimento com a equipe, é possível detectar problemas como rotatividade, desgaste e desenvolvedores insatisfeitos.

Principais eventos do Scrum e quais métricas analisar

Embora o Scrum ágil defina vários eventos recorrentes — sprint, planejamento de sprint, Scrum diário, revisão do sprint, retrospectiva do sprint — eles não oferecem nenhuma garantia de progresso ou êxito. No entanto, cada evento permite que os membros da equipe inspecionem e adaptem a maneira como trabalham.

Infográfico do ciclo do sprint

PLANEJAMENTO DO SPRINT

A reunião de planejamento de sprint é realizada no início do sprint e nela a equipe divide as descrições da história em tarefas detalhadas. Essa divisão proporciona uma estimativa do trabalho a ser produzido durante o sprint. Existem vários pontos de dados que podem tornar o planejamento de sprint da equipe mais eficiente, incluindo metas de sprint, velocidade atual da equipe, capacidade da equipe e tipo de trabalho. A gente usou o modelo de reunião de planejamento de sprint para ajudar a orientar o planejamento do sprint.

Objetivo do sprint

As metas do sprint ajudam as equipes a decidir o que realizar no sprint, trazer coesão aos itens e definir prioridades. As metas do sprint costumam contribuir mais para o resultado maior do que o que pode ser alcançado por meio de vários sprints. A prioridade das metas do sprint deve ser baseada em seu impacto nesse resultado. A equipe eficaz de verdade vai revisar as metas e as prioridades com frequência para traçar estratégias de como sequenciar e dividir os esforços de engenharia.

Velocidade da equipe

O quanto cada equipe pode se comprometer com o sprint se resume à velocidade, ou quanto trabalho ela pode realizar durante um determinado tempo, bem como capacidade ou quanta disponibilidade ela tem. O gráfico de velocidade, como o que a gente usou no Jira, revela a quantidade de valor entregue durante o sprint. Essa informação ajuda a prever o volume de trabalho que a equipe tem capacidade de realizar em futuros sprints. A velocidade da equipe pode ser entendida apenas depois da realização de alguns sprints juntos como equipe. Com o tempo, a velocidade se estabiliza como resultado da equipe estar trabalhando em conjunto. Não se trata apenas de aumentar as tecnologias usadas, mas também entender a experiência de cada membro e aprender a trabalhar em equipe.

A seguir, confira o exemplo de gráfico de velocidade com (1) estatística de estimativa baseada em pontos da história, (2) comprometimento, que é a estimativa de todos os itens no sprint, (3) estimativas concluídas e (4) sprints concluídos

Infográfico de gráfico de velocidade

Team Capacity

Não deveria ser surpresa que a quantidade de trabalho que a equipe pode concluir no sprint seja baseada em sua capacidade e disponibilidade. Velocidade estável não vai significar nada se metade da equipe estiver de férias. A maneira de planejar a capacidade é reunir a disponibilidade de cada membro da equipe em alguns sprints e adicionar a soma para ter a porcentagem da capacidade total. Como mudanças de última hora ou emergências podem acontecer com qualquer um, também é boa ideia deixar um buffer de 10% no compromisso de sprint para evitar comprometimentos excessivos e entregas insuficientes.

Tipo de trabalho

Quando o backlog do sprint é a mistura crescente de recursos, correções de bugs e débitos técnicos, fica complicado ver para quais tarefas a equipe está dedicando tempo no sprint. É fácil para bugs ou dívidas de tecnologia entrarem no sprint, sobretudo se a equipe de desenvolvimento for apaixonada por qualidade. No entanto, se a equipe não for cuidadosa, depois do sprint ela pode acabar se perguntando por que não lançou valores suficientes para o cliente conforme planejado.

Pense sobre o trabalho que a equipe está realizando, analisando a divisão de diferentes tipos de trabalho durante o planejamento do sprint. Nesse caso, mesmo que haja muitas dívidas de tecnologia e trabalhos de qualidade no backlog, é possível resolver com estratégia agendando o sprint de dívida de tecnologia ou aumentando o rigor no controle de qualidade.

Reuniões rápidas (também conhecidas como Scrum diário)

As reuniões rápidas, conhecidas também como Scrum diário, são reuniões curtas realizadas todos os dias em que os membros da equipe verificam o trabalho realizado. Para equipes de Scrum eficazes, as reuniões rápidas devem ir além das atualizações sobre as atualizações de um indivíduo na lista de tarefas deles. Elas são a oportunidade de revisar o progresso do sprint da equipe e realinhar as prioridades para tomar decisões diárias pequenas e grandes que podem ter impacto significativo no resultado do sprint.

Durante o processo, os seguintes dados e métricas podem ser úteis:

Progresso em direção às metas de sprint

Embora os membros da equipe possam ter clareza sobre o status e o progresso do trabalho, pode ser fácil perder o progresso geral em direção às metas coletivas do sprint. É por esse motivo que é importante falar sobre a lista de metas do sprint durante a reunião rápida para analisar tudo em equipe.

Considere a reunião uma chance de discutir se a equipe ainda está no caminho certo. Se não, por que e o que pode ser feito a respeito? Se for algo que não pode ser resolvido, é importante comunicar a situação aos principais interessados, para que todos estejam na mesma página.

Gráfico de burndown do sprint

Para entender melhor o progresso da equipe, ela deve fazer a revisão rápida do sprint com o gráfico de burndown do sprint. O gráfico de burndown do sprint monitora a conclusão do trabalho durante todo o sprint. Ele faz esse monitoramento comparando o tempo e a quantidade de trabalho a ser concluído, medido em pontos da história ou horas. Ele ajuda a prever a capacidade da equipe de concluir o trabalho no horário designado e ajuda a acompanhar qualquer mudança de escopo. Quando o gráfico de burndown apresenta queda acentuada, é possível que esteja relacionado a alguma estimativa imprecisa do trabalho.

Veja a seguir o gráfico de burndown do sprint no Jira, com (1) a estatística de estimativa, (2) os valores restantes que são a quantidade total de trabalho restante no sprint e (3) a diretriz que é a aproximação de onde a equipe deve estar.

Infográfico de gráfico de burndown do sprint

Distribuição da carga de trabalho

Uma coisa que a equipe não deve perder de vista é quanto trabalho as pessoas estão assumindo. Na cultura do trabalho remoto, em especial, é difícil entender as quantidades de trabalho que todos estão assumindo. Se você não consegue computar essa informação, é bem possível que alguns membros da equipe estejam sobrecarregados. A reunião rápida é o lugar em que os membros da equipe pedem apoio e ajuda aos colegas e também pode ser o momento para ajustar a carga de trabalho de todos com o intuito de melhor atender às metas do sprint.

Existe algo para manter em mente ao usar essa métrica com a equipe: não deixe que ela se transforme em arma. O uso dessa métrica para medir a produtividade de cada pessoa, pode acabar desencorajando a equipe. Em vez disso, o ambiente deve ser seguro para que todos possam ter abertura para falar sobre a quantidade de trabalho que estão assumindo e onde precisam de ajuda.

Encontre dados contextualizados

Depois de estabelecer o ritmo dos eventos do Scrum, é importante sempre usar as métricas para otimizar o desempenho. O Insight é uma excelente ferramenta para as equipes acessarem métricas quando for necessário, durante o planejamento de sprints, em verificações nas reuniões rápidas diárias ou na otimização de entregas. É possível encontrar dados no canto superior direito da visualização de quadro, backlog e implementações do Jira.

Saiba mais sobre o Insight.

Destaque do painel de backlog

Quadro de retrospectiva do sprint

Até as melhores equipes podem se beneficiar das retrospectivas do sprint. É quando você e a equipe analisam o que aconteceu no sprint comemorando o que correu bem, o que precisa ser melhorado e por quê. Esse é o momento e o lugar perfeitos para você revisar as principais métricas do sprint, incluindo a conclusão da meta do sprint e a satisfação do sprint.

Veja a seguir o exemplo da retrospectiva da minha equipe descrita na página do Confluence:

Captura de tela da retrospectiva do sprint

Conclusão da meta do sprint

Como a equipe acompanhou as metas estabelecidas durante o planejamento do sprint? Se a equipe tirou tudo da lista, ótimo! Se não, o que poderia ter sido melhor? Ao avaliar o sucesso da equipe, as métricas do Scrum que a gente já discutiu podem ser úteis. Vale a pena comemorar qualquer melhoria no fluxo de trabalho da equipe - talvez a equipe tenha se movido mais rápido porque não houve nenhum desvio de escopo. Para equipes que praticam DevOps, esse também pode ser o momento para revisar as principais métricas de DevOps, como tempo de ciclo ou frequência de implementação, para discutir melhorias no processo de entrega que podem aumentar a probabilidade de concluir metas de sprint. Essas ações vão ajudar a equipe a resolver o item e a elaborar o plano de ação com mais clareza.

Satisfação com o sprint

Trata-se apenas de perguntar à equipe se estão satisfeitos com o sprint. Para essa finalidade, algumas equipes usam escala numérica, feedback anedótico ou até emojis/gifs. A equipe pode refletir sobre as metas da equipe e se o tipo de trabalho estava alinhado com as metas da equipe. A quantidade de tempo gasto em débitos técnicos foi excessiva quando comparada com a finalização de algum recurso?

Ao longo da retrospectiva, incentive os membros da equipe a falar e chame-os, se necessário. As melhores retrospectivas têm várias perspectivas e diversas opiniões. O importante é que, ao final da reunião, a equipe concorde no geral sobre os principais itens, proprietários e sobre o plano para acompanhar os principais itens.

Conclusão...

O objetivo do Scrum é ajudar as equipes a trabalharem melhor e o objetivo das métricas do Scrum é ajudar as equipes a garantir que o Scrum esteja funcionando para elas. Ao aplicar métricas do Scrum, a equipe não deve se sentir sobrecarregada por elas, mas inspirada. Não é importante acompanhar tudo descrito neste artigo — é possível começar com uma ou duas métricas e ver se elas ajudam a melhorar a equipe. Por outro lado, a equipe Scrum pode ter experiência com a prática do Scrum e as métricas do Scrum não agregam muito valor. É ótimo estar nessa situação! Apenas não se esqueça dos bons hábitos que essas métricas ajudaram a estabelecer. Analise as métricas com frequência para ter a integridade do Scrum sob controle.