Close

Gerenciamento de projetos no agile

Como as metodologias ágeis podem funcionar para a sua equipe de software

Buscar tópicos

O que é o gerenciamento de projeto agile?

As equipes de software estão adotando as metodologias ágeis de gerenciamento de projetos há quase uma década, aumentando a velocidade, a colaboração e a capacidade de responder às tendências do mercado.

Mas o que são essas metodologias e como elas podem ajudar a sua equipe de software? Aqui está tudo o que você precisa saber para aprender ou aperfeiçoar suas práticas ágeis de gerenciamento de projetos. 

Artigos sobre gerenciamento de projetos no agile

[CONTINUAÇÃO]

Histórico

O gerenciamento ágil de projeto é uma abordagem iterativa para gerenciar projetos de desenvolvimento de software focados em versões contínuas e que incorporam o feedback do cliente em todas as iterações.

Provenientes do conceito de fabricação lean da Toyota da década de 1940, as metodologias ágeis foram adotadas pelas equipes de desenvolvimento de software para diminuir o desperdício, aumentar a transparência e atender com rapidez às necessidades em constante mudança dos clientes. Apresentando diferenças drásticas com relação ao gerenciamento de projetos em cascata, centrado em lançamentos do tipo "big bang", a metodologia ágil ajuda as equipes de software a colaborar melhor e inovar com ainda mais velocidade. 

O gerenciamento de projetos ágil tradicional ágil pode ser classificado em duas estruturas: scrum e kanban. O scrum se caracteriza por iterações de extensão fixa, e o kanban por lançamentos contínuos. Após a conclusão, a equipe passa para o que vem a seguir de imediato. 

Como o scrum funciona?

O scrum é uma estrutura para gerenciamento de projeto do agile que usa iterações de extensão fixa de trabalho, chamadas de sprints. Há quatro cerimônias que estruturam cada sprint.

Tudo começa com o backlog, ou o corpo de trabalho que precisa ser feito. No scrum, há dois backlogs: o backlog do produto (pertencente ao proprietário do produto), que é uma lista priorizada de recursos; e o backlog do sprint, que é preenchido pegando os problemas da parte superior do backlog do produto até alcançar a capacidade para o próximo sprint. As equipes de scrum têm um papel específico na sua parte do processo. Geralmente, há um mestre ou herói do método de scrum na equipe; o proprietário do produto, que é a voz do produto; a equipe de scrum, que muitas vezes é composta por membros multifuncionais da equipe encarregados de fazerem as coisas acontecerem.

As quatro cerimônias do scrum

Planejamento do sprint Demonstração do sprint Reunião em pé diária Retrospectiva
Uma reunião de planejamento com a equipe para determinar o que concluir no sprint seguinte. Uma reunião de compartilhamento em que a equipe mostra o que foi feito nesse sprint. Também conhecida como stand-up, é uma minirreunião de 15 minutos para que a equipe de software se sincronize. Uma revisão do que deu certo e errado com providências para melhorar o próximo sprint.

 

Exemplo de quadro do Scrum | Coach agile da Atlassian

O quadro do scrum

Um painel do scrum é usado para visualizar todo o trabalho em um determinado sprint. Durante a reunião de planejamento de sprint, as equipes transferem os itens do backlog do produto para o backlog do sprint. Os painéis do scrum podem ter muitas etapas visíveis no fluxo de trabalho, como Pendente, Em andamento e Concluído. Os painéis do scrum são o componente principal para aumentar a transparência do gerenciamento de projeto ágil.

Como o kanban funciona

O kanban é uma estrutura usada para o gerenciamento de projetos ágil que combina o trabalho com a capacidade da equipe. O foco é concluir as tarefas o mais rápido possível, dando às equipes a capacidade de reagir às mudanças ainda mais rápido que no scrum.

Diferente do scrum, o kanban (em geral) não tem backlogs. Em vez disso, o trabalho fica na coluna Pendente. Assim, as equipes do kanban podem se concentrar em lançamentos contínuos, que podem ser feitos a qualquer momento. Todo o trabalho fica visível, no escopo e pronto para ser feito, de modo que, quando uma tarefa é concluída, a equipe passa para a próxima de imediato. A quantidade de trabalho é combinada com a capacidade da equipe por meio dos limites de WIP (work in progress), que são limites pré-definidos de trabalho que podem estar em uma única coluna por vez (exceto pela coluna Pendente). A estrutura do kanban inclui os quatro componentes a seguir:

Os quatro componentes do kanban

Listas de trabalho 
(ou histórias)

Colunas ou raias

Limites de trabalho em andamento (WIP)

Lançamentos contínuos

As listas de trabalho ou histórias são definidas como itens ou tarefas que precisam ser feitos.

Usadas em um painel do kanban para distinguir tarefas de diferentes fluxos de trabalho, usuários, projetos, etc. Regras para limitar a quantidade de trabalho a ser feito com base na capacidade da equipe. A equipe trabalha na quantidade de histórias que o limite do WIP permite e pode lançar a qualquer momento. 

 

Exemplo de quadro do Kanban | Coach agile da Atlassian

O quadro kanban

Um painel do kanban é usado para visualizar todo o trabalho que está sendo feito e também para fazer o planejamento de recursos, permitindo aos gerentes de projeto ver o trabalho e desenvolver os devidos cronogramas. Esse painel é estruturado em colunas e raias, pelas quais as histórias passam até serem concluídas. As histórias ficam na coluna Pendente até os limites de WIP permitirem que a tarefa seguinte seja feita. A lista de trabalho deve ser dividida em itens relativamente pequenos e organizada por prioridade. Como é possível observar no exemplo, as raias podem ajudar a manter os itens de maior prioridade separados do restante.

Estimativa, relatório e planejamento

Para qualquer estrutura ágil que você escolher para orientar desenvolvimento de software, vai precisar encontrar uma forma de acompanhar o progresso da equipe para poder planejar o trabalho e os sprints futuros. A estimativa de projetos ágil ajuda as equipes scrum e kanban a compreender sua capacidade. Os relatórios ágeis mostram o progresso da equipe ao longo do tempo. A revisão de tarefas auxilia os gerentes de projeto a manter a lista de trabalho atualizada e pronta para a equipe mandar bala.

Estimativas de projeto do agile | Coach agile da Atlassian

Estimativa de projeto ágil

Fazer a estimativa do projeto é um aspecto de extrema importância para o gerenciamento de projeto kanban e scrum. Para o kanban, muitas equipes definem o limite de WIP para cada estado com base em experiências anteriores e no tamanho da equipe. As equipes do scrum usam as estimativas de projeto para identificar quanto trabalho pode ser feito em um sprint específico. Muitas equipes ágeis adotam técnicas de estimativas exclusivas, como poker do planejamento, horas ideais ou pontos da história, para determinar um valor numérico para a tarefa em mãos. Isso dá às equipes ágeis um ponto de referência para consultar durante as retrospectivas do sprint, para conferir como foi o desempenho da equipe. O Jira Software pode ser personalizado para capturar as estimativas de projeto específicas da sua equipe.

Exemplo de relatório do agile | Coach agile da Atlassian

Relatórios ágeis

As estimativas do projeto entram em jogo no início e no final de cada sprint. Elas ajudam as equipes a determinar o que pode ser feito no início do sprint, além de mostrar a precisão dessas estimativas iniciais ao encerrar o sprint. Os relatórios ágeis, como o gráfico de burndown, mostram a quantidade de "pontos da história" concluídos durante o sprint. O Jira Software oferece dezenas de relatórios prontos para uso com percepções úteis em tempo real sobre como suas equipes estão se saindo. Ter dados para embasar as retrospectivas é uma maneira inestimável de aprimorar as equipes ágeis.

Exemplo de lista de pendências do agile | Coach agile da Atlassian

Revisão e gerenciamento do backlog

O backlog do produto é uma lista de trabalho com prioridades para a equipe de desenvolvimento realizar com base no roteiro do produto e suas exigências. A equipe de desenvolvimento tira o trabalho do backlog do produto para cada sprint.

A preparação e a manutenção do backlog ajudam as equipes a alcançar seus objetivos de longo prazo adicionando e removendo itens continuamente com base na capacidade de longo prazo da equipe e na mudança dos objetivos de negócios. O Jira Software permite que as equipes preparem backlogs enormes com classificação de seleção múltipla e ordenem as histórias de usuários e os bugs por meio da ação de arrastar e soltar itens. Também é possível encontrar um bug ou história de usuário específico usando a pesquisa flexível do Jira Software.

Claire Drumond
Claire Drumond

Claire Drumond is a marketing strategist, speaker, and writer for Atlassian. She is the author of numerous articles published on the Trello and Atlassian blogs and is a regular contributor to various publications on Medium including HackerNoon, Art+Marketing, and PoetsUnlimited. She speaks at tech conferences around the world about agile, breaking down silos, and building empathy.

a seguir
Program