Close

Automação de implementação: o que é e como começar


A automação de implementação usa ferramentas e sistemas de software para migrar alterações de código de um ambiente de software para outro, eliminando a necessidade de lançamentos manuais de software.

A implementação contínua abrange o processo de alterações de código desde o desenvolvimento até a produção. Isso inclui implementação automatizada, integração contínua (IC), teste contínuo (TC) e feedback contínuo. A implementação automatizada padroniza e simplifica as alterações de código em todos os estágios do ciclo de vida do desenvolvimento de software. O sistema pode criar, gerar pacotes, testar e lançar novas mesclagens de código em servidores de staging de forma automática. Talvez seja necessária a aprovação manual em versões de produção posteriores. As equipes podem automatizar ambientes (como desenvolvimento, controle de qualidade, staging e produção) de acordo com as necessidades de processo.

A automação de implantação difere da automação de build, que se concentra na montagem de componentes de software. Em vez disso, a automação de implementação se concentra na distribuição desses componentes em ambientes designados.

Automatizar lançamentos de software é muito importante nas abordagens modernas de DevOps e desenvolvimento ágil. Este guia explica a automação da implementação, incluindo ferramentas padrão de implementação/integração contínuas, e como as equipes podem iniciar as melhores práticas de DevOps.

O que é automação de implementação?


A automação de implantação usa ferramentas e sistemas de software para migrar automaticamente as alterações de código em ambientes de teste, staging e produção. Eventos, como confirmação de código ou aprovação de solicitação de mesclagem, acionam implementações automatizadas. As ferramentas de gerenciamento de configuração automatizam processos para identificar, documentar e rastrear alterações no hardware.

Automação de implementação e integração/entrega contínuas

A automação da implementação é essencial para um pipeline de entrega e integração contínuas (IC/CD). Os pipelines de IC/CD automatizam a integração, o teste e o lançamento de alterações de código com mais rapidez. Ele leva as alterações a diferentes ambientes, como de teste e produção, encaminhando o código atualizado com segurança para os usuários finais. A automação das implementações garante que o novo código seja lançado com mais rapidez e segurança.

O DevOps compreende práticas de desenvolvimento de software para criar, testar e lançar software de forma mais rápida e confiável. A automação da implementação remove os gargalos do processo manual e se alinha às práticas de DevOps.

Ver solução

Ferramentas para uma equipe de elite de DevOps

Material relacionado

A importância da estrutura da equipe no DevOps

Os benefícios da automação de implementação


Os principais benefícios de automatizar a implementação incluem:

  • Ciclos de lançamento mais rápidos: a automação reduz o tempo de implementação do software para que as equipes possam lançar atualizações com mais frequência.
  • Redução de erros humanos: implementações manuais estão sujeitas a erros humanos, e a automação minimiza esses erros.
  • Confiabilidade aprimorada: as implementações automatizadas são consistentes, reproduzíveis e padronizadas.
  • Maior eficiência: com a automação, o desenvolvedor fica com menos trabalho manual.
  • Melhor colaboração: os pipelines automatizados melhoram a visibilidade e a colaboração entre as equipes.

Key principles

DevOps approaches business problems with collaboration, automation, and integration. 

One of DevOps’ primary goals is continuous delivery. Lean and agile software development methodologies strive to deliver value to customers continuously. Automation and integration support smaller, more focused releases, which help businesses increase velocity without compromising reliability. 

Lean and agile development teams share ideas, work together to deliver solutions, and continuously improve products and processes. DevOps’ commitment to cross-functional collaboration throughout the product lifecycle makes it a natural fit for Lean and agile teams. 

Jira Software’s Open DevOps supports agile teams focused on shipping and operating high-quality software with out-of-the-box Open DevOps features.

Como executar a implementação automatizada


Implementações automatizadas são muito importantes para simplificar o pipeline de DevOps. Elas ajudam a reduzir os erros humanos, aumentar a produtividade da equipe e reduzir os ciclos de iteração.

O processo inclui etapas críticas, como criação, teste e implementação de código. Tempos de iteração mais curtos ajudam as equipes a melhorar e responder rapidamente ao feedback dos clientes.

A implementação automatizada de software consiste nas seguintes etapas:

  1. Confirmação das alterações de código em um sistema de controle de versão, como o Git.
  2. A confirmação do código aciona um processo de criação automatizado.
  3. Teste automático dos novos artefatos de build.
  4. Se os testes derem certo, implante os artefatos de build em um ambiente de staging para testes adicionais.
  5. Após a aprovação, as alterações são implementadas no ambiente de produção.
  6. Coleta de métricas para acompanhar a implementação.

O Open DevOps e o Bitbucket Pipelines simplificam ainda mais o processo. O Open DevOps fornece uma estrutura de automação abrangente que promove a colaboração. Ele pode acomodar projetos cada vez mais complexos, ao mesmo tempo em que reduz o risco de erro humano e melhora a produtividade.

O Bitbucket Pipelines oferece integração contínua com os repositórios do Bitbucket. Ele dá suporte à configuração como o código para controle de versão. A integração integrada no ambiente do Bitbucket oferece suporte à colaboração simplificada e à rastreabilidade do código.

Focus

SRE focuses on the stability of the tools and features in production. It seeks to maintain low failure rates and high reliability for end users. This includes system scalability and robustness.

DevOps focuses on using a collaborative approach for building tools and features. It strives to identify and implement the best ideas by including the development and operations teams.

Responsibilities

SRE’s primary responsibility is system reliability. Regardless of the features deployed to production, SRE ensures they don't cause infrastructure issues, security risks, or increased failure rates.

DevOps is responsible for building the features necessary to meet customer needs. Unlike older approaches, DevOps increases its efficiency through collaboration across the development and operations teams.

Objectives

SRE strives for robust and reliable systems that allow customers to perform their jobs without disruption.

DevOps aims to deliver customer value through streamlining the product development lifecycle and accelerating the rate of product releases.

Team structure

SRE teams are often highly specialized with a much narrower focus than DevOps teams. SRE may include security specialists whose primary concern is protecting business data and complying with regulations.

DevOps, however, integrates and collaborates across development and operations to collect and implement the best possible solutions. With more varied input, teams can identify and solve problems before they reach production.

Process flow

SRE views the production environment as a highly-available service. Its processes focus on increasing reliability and decreasing failures. This could include security threats and failures from newly deployed features and integrations.

DevOps operates like an Agile development team. It designs processes for continuous integration and faster delivery. This includes breaking large projects into smaller chunks of work and generating and prioritizing ideas based on customer value.

Ferramentas de automação de implementação


As ferramentas de automação de implementação ajudam as empresas a automatizar o lançamento de novas versões de software em ambientes de produção. Isso pode melhorar a velocidade e a confiabilidade das versões de software e reduzir o risco de erros.

A Atlassian oferece ferramentas de automação de implementação que funcionam em sintonia, como Jira Product Discovery, Jira Software e Bitbucket Pipelines.

O Jira Product Discovery é uma ferramenta de priorização e mapeamento que ajuda as equipes a decidirem o que criar em seguida.

O Jira Software é uma ferramenta de gerenciamento de projetos que as equipes usam para acompanhar o progresso dos projetos de implementação.

O Bitbucket Pipelines é uma plataforma de integração e entrega contínuas que automatiza todo o processo, do teste à implementação.

Comece a usar o Bitbucket Pipelines para permitir implementações automatizadas em repositórios.

Desafios comuns na automação de implementação


A automação de implementação apresenta alguns desafios comuns. As equipes podem precisar de mais automação de testes para validar as alterações no código, que pode ser feito por testes de unidade, integração, sistema, regressão, carga e outros testes de software.

No entanto, as equipes podem precisar confiar mais em testes manuais demorados e consistentes. A falta de automação de testes nos diferentes tipos de teste de software cria um gargalo.

Outros desafios incluem dificuldade na integração de ferramentas e documentação inadequada. A automação pode introduzir novos riscos de segurança, como exposição de dados, riscos de privacidade e ataques à cadeia de suprimentos.

Comece com pequenos passos. Invista em testes de integração para garantir que todos os elementos do processo de implementação funcionem em sintonia. Use as melhores práticas de gerenciamento de configuração para ter consistência e previsibilidade. Com a automação abrangente de testes, há mais confiança no código antes da implementação.

Melhores práticas para automação de implementação


Use o controle de versão para cada alteração no código-fonte. Detecte problemas com antecedência com testes automatizados de software, como testes unitários e de integração.

Use ferramentas de gerenciamento de configuração para controlar diferentes ajustes. Padronize ambientes no desenvolvimento, teste e staging para garantir a consistência do processo em cada etapa.

Forneça visibilidade para que todos possam ver como está o processo de implementação. Escreva documentos detalhados sobre arquitetura, políticas e procedimentos.

Automatize de forma consistente as etapas do processo de implementação. Tenha atenção às implementações e se prepare para desfazer alterações que não deram certo (reversão). O monitoramento e a reversão ajudam a manter um processo de implementação tranquilo e confiável.

Automação de implementação: perguntas frequentes


Como posso começar a automação de implementação na minha empresa?

Comece avaliando os processos e ferramentas de implementação atuais da sua empresa. Determine quais etapas a equipe pode automatizar. Em seguida, escolha uma tarefa manual repetitiva, como testes. Use ferramentas de automação de código aberto para automatizar o processo. Documente o aprendizado e o progresso de forma iterativa.

A automação de implementação afeta os testes de software?

As implementações automatizadas permitem testes mais frequentes no início do ciclo de vida. Testes automatizados de unidade, integração e regressão validam as mudanças e ajudam a detectar problemas mais cedo. O teste é um pré-requisito para a implementação automatizada.

Quais são as principais ferramentas para a automação de implementação?

As principais ferramentas para automação de implementação são ferramentas de gerenciamento de configuração, IC/CD e sistemas de controle de versão.

O Git permite que vários desenvolvedores colaborem e mantenham um histórico de alterações de código para controle de versão. Jenkins e o Bitbucket Pipelines da Atlassian são as principais ferramentas de IC/CD. O Jenkins oferece suporte a integração e entrega contínuas para automatizar as etapas de desenvolvimento de software. O Bitbucket Pipelines fornece fluxos de trabalho de automação integrados nos repositórios do Bitbucket para testes e implementação eficientes.

Outras ferramentas importantes incluem:

  • Terraform: habilita a infraestrutura como código para um provisionamento consistente e escalável.
  • Docker: conteineriza aplicativos para uma implementação suave em todos os ambientes.
  • Ansible: simplifica implementações complexas com uma automação legível por humanos.


Compartilhar este artigo
Próximo tópico

Leitura recomendada

Marque esses recursos para aprender sobre os tipos de equipes de DevOps ou para obter atualizações contínuas sobre DevOps na Atlassian.

Ilustração DevOps

Comunidade do DevOps

Ilustração DevOps

Caminho de aprendizagem de DevOps

Ilustração do mapa

Comece gratuitamente

Inscreva-se para receber a newsletter de DevOps

Thank you for signing up