O que é Contêiner como serviço?

Saiba o que são contêineres como serviço, quando devem ser usados e como permitem a entrega de aplicativos mais rápida.

Ian Buchanan Ian Buchanan

Contêiner como serviço (CaaS) é um serviço baseado em nuvem que permite que desenvolvedores de software e departamentos de TI carreguem, organizem, executem, escalem e gerenciem contêineres usando virtualização baseada em contêineres.

Um contêiner é um pacote de software que inclui todas as dependências: código, tempo de execução, configuração e bibliotecas de sistema para que ele possa ser executado em qualquer sistema host. O CaaS permite que as equipes de software implementem e escalem com rapidez aplicativos em contêineres para infraestruturas de nuvem de alta disponibilidade. O CaaS difere de Plataforma como serviço (PaaS), pois depende do uso de contêineres. A PaaS usa implementações explícitas de "pilha de linguagem", como Ruby on Rails ou Node.js, enquanto o CaaS pode implementar várias pilhas por contêiner.

O que é CaaS?

Na essência, o CaaS é a hospedagem e a implementação automatizadas de pacotes de software em contêineres. Sem o CaaS, as equipes de desenvolvimento de software precisam implementar, gerenciar e monitorar a infraestrutura subjacente em que os contêineres são executados. Essa infraestrutura é uma coleção de máquinas em nuvem e sistemas de roteamento de rede que requer recursos dedicados de DevOps para supervisionar e gerenciar.

O CaaS permite que as equipes de desenvolvimento pensem no nível de contêiner superior, em vez de se preocuparem com gerenciamento de infraestrutura inferior. Assim, as equipes de desenvolvimento têm mais clareza em relação ao produto final, um desenvolvimento mais ágil e maior valor entregue ao cliente.

CaaS versus PaaS

A plataforma como serviço (PaaS) está relacionada e limitada à infraestrutura de nível de pilha de código. Ao usar a PaaS, um projeto não tem controle sobre o sistema operacional subjacente. Os tempos de execução do contêiner oferecem configuração e virtualização do sistema operacional, permitindo personalização e controle avançados. Os contêineres podem ser essenciais para o desenvolvimento de software muito personalizado e especializado. No entanto, para software mais genérico e padrão, a PaaS costuma ser a melhor escolha.

A PaaS é um paradigma de hospedagem em nuvem que se concentra na implementação de código no nível do aplicativo. Os provedores de PaaS oferecem ambientes hospedados automatizados que têm como foco dependências de infraestrutura de aplicativos de nível superior, como tempos de execução de linguagem e bancos de dados. Em geral, a "plataforma" em PaaS está associada a um ecossistema de linguagem de código, ou uma "pilha". Alguns exemplos de "pilhas" populares de PaaS são Ruby on Rails, Node.js, .NET e Java Spring MVC.

A PaaS é mais adequada para implementações de aplicativos monolíticos, uma vez que em geral se concentra em uma única pilha por implementação. O CaaS pode ser mais adequado para microsserviços, pois cada contêiner implementado no CaaS pode ter sistema operacional encapsulado e pilha de linguagens próprios. A PaaS ainda sofre com o problema "funciona na minha máquina". Pode haver diferenças sutis entre o ambiente de desenvolvimento e o ambiente de produção de um sistema de PaaS. O objetivo principal de um sistema de contêiner é evitar essa situação e garantir um comportamento consistente em todos os ambientes de implementação subjacentes.

Outros serviços de nuvem

IaaS

Infraestrutura como um serviço (IaaS) é a camada básica da computação em nuvem e permite que as equipes reservem e provisionem recursos computacionais remotos. Todos os outros paradigmas de nuvem, "como um serviço" dependem da IaaS. Usando a IaaS, os desenvolvedores podem oferecer e solicitar acesso a uma instância de computador na nuvem do provedor de hospedagem. Essa instância de computador na nuvem pode então ser acessada por via remota e configurada para instalar o software personalizado.

SaaS

Software como um serviço (SaaS) é um termo para descrever uma classe de modelo de negócios de ofertas de produtos hospedados em nuvem. Em geral, as empresas de SaaS oferecem modelos de faturamento baseados em assinatura para acesso ao software hospedado em nuvem. É diferente dos modelos de negócios de software de entrega de preço unitário tradicionais. As empresas de SaaS são baseadas em outras ferramentas de infraestrutura de serviço, como PaaS e IaaS.

FaaS

Função como serviço (FaaS) é a vanguarda das ofertas de computação em nuvem também conhecida como "sem servidor". A FaaS permite que os desenvolvedores façam upload direto de funções de código e as execute sem configurar ou gerenciar qualquer infraestrutura ou dependências subjacentes do sistema, permitindo que as equipes se concentrem nas preocupações relevantes no domínio da empresa e evitem a distração com o gerenciamento de infraestrutura.

Os benefícios do CaaS

Os contêineres e o CaaS facilitam muito a implementação e a composição de arquiteturas de sistemas distribuídos ou de microsserviços. Durante o desenvolvimento, um conjunto de contêineres pode gerenciar diferentes responsabilidades ou diferentes ecossistemas de linguagem de código. O relacionamento do protocolo de rede entre os contêineres pode ser definido e ter commit para implementação em outros ambientes. A promessa do CaaS é que essas arquiteturas de contêiner definidas e com commit podem ser implementadas com rapidez na hospedagem em nuvem.

Para expandir essa ideia, a gente vai ver um exemplo. Imagine um sistema de software hipotético que é organizado em uma arquitetura de microsserviço, em que o sistema de serviços é estruturado pela propriedade do domínio de negócios. Os domínios dos serviços podem ser: pagamentos, autenticação e carrinho de compras. Cada um desses serviços tem a própria base de código e são armazenados em contêineres. Usando o CaaS, esses contêineres de serviços podem ser implementados em instantes em um sistema ativo.

A implementação de aplicativos em contêineres em uma plataforma de CaaS permite transparência no desempenho de um sistema por meio de ferramentas como agregação de registros e monitoramento. O CaaS também inclui funcionalidade integrada para escalabilidade automática e gerenciamento de orquestração. Ele permite que as equipes criem com rapidez sistemas distribuídos de alta visibilidade e disponibilidade. Além disso, o CaaS aumenta a velocidade de desenvolvimento da equipe, permitindo implementações rápidas. O uso de contêineres garante a meta de implementação consistente, enquanto o CaaS pode reduzir os custos operacionais de engenharia ao reduzir os recursos de DevOps necessários para gerenciar uma implementação.

Resumo

CaaS é um paradigma de hospedagem moderno e poderoso que requer familiaridade com os contêineres para ser utilizado. Pode ser muito benéfico para equipes de desenvolvimento de software muito ágeis. Ele pode ser uma ótima ajuda no estabelecimento de implementação contínua em um projeto. Você não precisa ir muito longe para encontrar um bom CaaS, uma vez que a maioria dos provedores de hospedagem em nuvem modernos oferece soluções de CaaS a preços competitivos.